Novas regras para o uso do Hífen

O Acordo Ortográfico, sancionado pelo Decreto 6.583 (ver link ao lado), entra em vigor a partir deste ano. No entanto, até o ano de 2012 as duas normas coexistirão.

Em relação ao emprego do hífen, as principais mudanças referem-se à grafia de palavras formadas por prefixação.

Confira o que  há de novidade:

Utiliza-se hífen no processo de formação de palavras por prefixação quando:

1. LETRA H

Com qualquer prefixo, usa-se sempre o hífen diante de palavra iniciada por H:

anti-higiênico, eletro-hidráulico, extra-horário, macro-história, mini-hotel.

Atenção:

Não se usa, no entanto, o hífen em formações que contêm em geral os prefixos des- e in- e nos quais o segundo elemento perdeu o h inicial:

desumano, desumidificar, inábil, inumano, etc.

2. VOGAL + VOGAL IGUAL

Deve-se empregar o hífen nas formações em que o prefixo termina na mesma vogal com que se inicia o segundo elemento:

Anti-ibérico, contra-almirante, infra-axilar, micro-onda, semi-interno, auto-observação, etc.

Atenção:

Nas formações com o prefixo co-, esse aglutina-se em geral com o segundo elemento mesmo quando iniciado por o:

coobrigação, cooperação, coordenar, etc.

3. VOGAL, M, N

Emprega-se o hífen nas formações com prefixos circum- ou pan- quando o segundo elemento iniciar por vogal, m ou n (além de h, conforme item 1):

circum-escolar, circum-murado, circum-navegação, pan-africano, pan-americano, pan-mágico, etc.

4. LETRA R

Como na regra anterior ao Acordo, os prefixos hiper-, inter- e super- formam palavras com o hífen se o segundo elemento iniciar por h ou r:

hiper-requintado, inter-resistente, super-revista.

5. PREFIXOS COMUNS

O hífen será mantido com os seguintes prefixos:

pré: pré-vestibular;

pró: pró-reitor;

pós: pós-graduação;

além: além-túmulo;

aquém: aquém-mar;

recém: recém-nascido;

ex: ex-professor;

vice: vice-governador.

SEM HÍFEN

Os prefixos que formam palavras por aglutinação devem ser empregados sem o hífen quando:

1. VOGAL + S ou R

Quando o prefixo termina em vogal e a segunda palavra começa com S ou R, a consoante é duplicada, e a palavra é grafada sem hífen:

antirracismo, contrarregra, semirreta, ultrassom, etc.

2. VOGAL + VOGAL DIFERENTE

O hífen deixa de ser usado quando o prefixo termina em vogal e a segunda palavra começa com vogal diferente:

autoescola, extraoficial, infraestrutura, semianalfabeto, etc.

Atenção:

Além dessas modificações, as quais se referem à prefixação, o Acordo Ortográfico especifica as mudanças no uso do hífen em outros processos de formação de palavras.

Cabe ressaltar, neste espaço, as mudanças para certas palavras das quais se perdeu a noção de composição, e, portanto, grafam-se, de agora em diante, de forma aglutinada:

paraquedista, paraquedas, mandachuva, etc.

Se você precisa de outras informações, envie um e-mail para revisa.net@gmail.com ou acesse o link ao lado e leia na íntegra o Decreto 6.583, que sanciona, no Brasil, o Acordo Ortográfico de 1990.

Em breve postaremos as mudanças referentes à acentuação.

About these ads

28 ideias sobre “Novas regras para o uso do Hífen

  1. Titus de França Beltrão

    Gosto demais do revisanet.wordpress.com. Continuem vocês me enviando e-mails sobre a nossa língua portuguesa. Eu adoro. Muito obrigado.

    Resposta
  2. Titus de França Beltrão

    As perguntas dos internaltas foram boas. As dúvidas sempre vão existir. As línguas neolatinas são mutantes, por isso, divergências, aglutinações, etc. existirão. Um grandde abraço!

    Resposta
  3. Anderson de Paulo

    Boa Tarde! Gostaria de saber se as palavras ‘guarda-roupa’ e ‘auto-rádio’ se encaixam na regra de aglutinação, ou seja, quando o prefixo termina em vogal e a próxima palavra começa com ‘r’ ou ‘s’, retira-se o hífen, junta-se as palavras e duplica-se o ‘r’ ou ‘s’. Se a resposta for não, por quê? Também gostaria de saber se os pronomes reflexivos como ‘se’, ‘me’, ‘te’ perderam o hífen ou não ex: pede-se, busca-se. Obrigado pela atenção. Anderson.

    Resposta
  4. Alexandre

    No Brasil há assuntos mais urgentes e relevantes do que a implantação de novas regras gramaticais. Com as novas regras, o Brasil não se tornará mais rico ou menos injusto. Apenas tornará o ensino da língua portuguesa mais confuso!

    Resposta
    1. revisanet Autor do post

      Concordamos com você, Alexandre. Inclusive em questões de políticas linguísticas, como o reconhecimento de variedades desprestigiadas, que é uma questão importante e pouco se tem avançado, salvo alguns poucos exemplos. Agradecemos o comentário. Volte sempre.

      Resposta
  5. Elisangela

    Boa noite,
    Gostaria de tirar uma dúvida sobre o emprego do hífem nas seguintes palavras.

    Paraqueda;
    para-lama;
    para-choque;
    para-raio.

    Grata,
    elisângela.

    Resposta
  6. Titus de Franmça Beltrão

    Muito bom o trabalho sobre o hífen, porém, falta uma coisa: como ficam as palavras compostas formadas por bem-? Preciso urgente dessa resposta. Eu também estou com dúvidas.
    Um grande abraço. (professor Titus de França Beltrão)

    Resposta
  7. Titus de França Beltrão

    Muito bom o comentário sobre o prefixo re-. Realmente muita gente fica confusa se deve ou não usar o hífen. A resposta ficou bem clara para mim. As novas palavras são aglutinadas e sem hífen. Valeu! Um grande abraço.

    Resposta
  8. Scyla

    A minha dúvida é a mesma da Raquel: como ficam as palavras reescrever, reenviar, reeducar? Li que a ABL realizou 56 mudanças no dia 16/01 (não tinha se 2009 ou 10) e que essas palavras devem ser grafadas sem o hífen.
    Abraço

    Resposta
    1. revisanet Autor do post

      Scyla,

      Sim, o prefixo re-, como antes mesmo do Acordo, forma palavras por aglutinao. Ento, sem hfen. Att, Revisa.

      Resposta
  9. TITUS DE FRANÇA BELTRÃO

    Parabéns, revisa.net@gmail.com, pelo amor a nossa língua. Quero receber de vocês mais detalhes sobre a nova regra de ortografia, principalmente quanto ao uso das palavras oxitonas e paroxítonas quando devem ser acentuadas graficamente.
    Desde já, subscrevo-me. Aceitem o meu cordial abraço. Titus de França Beltrão (professor aposentado).

    Resposta
  10. Raquel Lopes de Oliveira

    Boa tarde!
    Meu nome é Raquel, sou professora de Línguas e já estou ensinando meus alunos a nova regra ortográfica, utilizo livros do Cereja, no entanto, com essas mudanças na ortografia fiquei confusa na grafia de um vocábulo e meus alunos também me questionaram a respeito desta palavra: reescrever. Antes da reforma eu escrevia dessa forma, mas agora, consultando os livros reformulados do Cereja vi que se escreve separadamente, entretanto, em outros recursos textuais a palavra permanece da mesma forma como antes eu escrevia – reescreva – Gostaria de saber qual é o certo? Qual devo usar?
    Meus alunos viram na TV que essa palavra não mudou, se escreve da mesma maneira ‘reescrever’.
    Obrigada pela atenção e aguardo sua resposta.

    Resposta
    1. joao oliveira

      O certo é reescrever, palavras com prefixo “co” e “re” não possuem hífen, daí coordenar, reescrever, reembolsar e etc.

      Resposta
      1. revisanet Autor do post

        João,

        O novo acordo ortográfico apresenta o seguinte texto, que abre uma exceção às regras de prefixação:

        Obs.: Nas formações com o prefixo co-, este aglutina-se em geral
        com o segundo elemento mesmo quando iniciado por o: coobrigação,
        coocupante, coordenar, cooperação, cooperar, etc.

        No entanto, há flutuação de uso. Ora, se usa hífen, ora não. Então, é importante ver como a instituição onde você trabalha ou estuda tem optado. Ou segue a orientação do Acordo.

        O texto do Decreto não menciona o prefixo “re-”. O uso tem consagrado sem hífen.

        Até mais.

        Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s